17.10.07

O QUE É INFINITO?

Me lembro da época de colégio que sempre utilizavam os mesmos exemplos pra mostrar o significado quantitativo do infinito. Era sempre: grãos de areia, gotas de água no oceano, fios de cabelo e estrelas. Pode ter um ou outro mais que eu não me lembro, mas é basicamente isso.

Agora, com minha filha prestes a nascer, fico pensando no papel de um pai de responder perguntas e, quando ela me perguntar quanto é o infinito vou dizer: abacaxis, corações de galinha e coco verde!

Sério!

Certa vez numa churrascaria fiquei analisando. Quantas vezes o garçom passa com o espeto de corações de galinha? Quantos corações têm ali? Quantas churrascarias existem numa determinada região?

É incrível! Claro que isso multiplica a essa proporção a quantidade de galináceos, mas não vem ao caso...

A mesma coisa se dá com os abacaxis. Você anda e tem um cara vendendo abacaxi num carrinho de mão. Olha na esquina e tem um caminhão enorme vendendo o fruto. Vira a esquina: promoção de abacaxi! E, cada vez mais, prolifera a quantidade de vendedores do fruto ácido.

E, pra completar: o côco verde!

Andando na praia vi três caminhões apinhados de côco e sendo descarregados, mas parecia que eles enchiam mais. Nos quiosques, muuuuuuito côco. Pessoas bebendo o quê? Adivinha!

E eu nunca ouvi o William Bonner ou a Fátima Bernardes avisarem no Jornal Nacional alguma coisa sobre a crise do côco, do abacaxi ou dos corações de frango/galinha. Nunca houve falta dos produtos. Se parar pra pensar, deveriam ser itens da cesta básica: carne, bebida/comida e sobremesa. Vários grupos alimentares bem representados nestes três itens.

Eu mesmo já penso em fazer uma dieta só deles. Perfeito, leve e nutritivo!

E o melhor: pelo que parece, não ficarão escassos tão cedo...

Ao som de Live Forever, do Oasis.

Um comentário:

Marcelao disse...

tai algo pra se pensar....
curioso....
e eu pagava US 10 por um abacaxi nos states! vixi.....

marcelao