19.12.05

NETO TRINDADE E O BANDO DA LUA

Surreal!

É tudo o que eu tenho a dizer.

Estive em São Paulo na última sexta para acompanhar um show do Ultraje a Rigor lá num tal de Kasebre Rock Bar.

Até aí, tudo bem, mas o que me chamou a atenção foi um show de abertura com um cara que eu nunca ouvi falar, mas que, no local, todos cantavam as músicas, repletas de analogias e frases sobre maconha.

Mas, o mais surreal ainda estava por vir: o "maior percussionista do mundo" acompanhava o cara. Sim, anunciaram assim mesmo! O apelido do cara: Duende! O cara era um anão!!

Era bizarro ver o baixinho de dreads e fazendo caretas. Mais surreal era ele cantando uma versão de Morena Tropicana maconheira.

Surreal mesmo é ler no site do cara a biografia do anão: "Percussionista e vocalista, é também um artista múltiplo, já que dede os 4 anos se apresenta em circos pelo Brasil a América Latina. Dedicou sua adolescência às Artes Cênicas, trabalhando a atuando também do teatro, onde seu interesse pela música despertou-se. Entrou para o Bando da Lua, por acaso, quando na virada do ano de 2001 apareceu durante um luau na praia dos Ranchos em Trindade, onde a banda estava tocando, e foi convidado para dar uma canja na percussão. Desde então, faz parte do Bando.".

Me vem uma pergunta: todo anão acaba trabalhando com teatro/tv e afins? Poruqe eu fico pensando o que seriam dos programas humorísticos sem eles!

Eu sei que no camarim eu me arrependi de não ter tirado uma foto do anão ou ter dado um Pedala no ser mínimo!

Ao som de Strangers in The Night, com Frank Sinatra.

2 comentários:

Karina Marylou disse...

Nuossa... o Anão querendo "apertar peitinho" foi a pior da noite!

Hahahahahahaha!

Beijo! :-X

Ana disse...

geeeeeeeeeeeenteeeee... olha...neto trindade ng merece.....
e vc ainda queria me convencer a ir nessa roubada...ahahahhahahahahhahah
:-)