21.7.09

UM POST SOBRE O NADA

Você já se pegou pensando em alguma coisa e, por mais que tente compreender, aquilo não faça sentido algum?

É mais ou menos assim que tenho estado. Tudo é meio sem nexo ou não quer dizer nada. Penso em inúmeros assuntos para serem postados, mas nenhum faz sentido por completo e, com o advento do Twitter essas coisas acabam sendo melhor resumidas em até 140 caracteres. Ou seja, posto qualquer besteira lá e deixo o meu querido blog esperando algo mais interessante.

É mais ou menos como aquelas conversas onde você não lembra como começou e termina de um jeito totalmente absurdo.

Por isso que eu gosto de Seinfeld! Os episódios não tinham nenhuma ligação direta, as histórias eram soltas - mesmo com início, meio e fim, e o mote da série era o NADA!

Lembro que também li o livro dele, "O mlehor livro sobre o Nada", e achei sensacional. Falava de tudo e ao mesmo tempo de nada! Tinha de problemas do cotidiano até Superman, mas não dizia nada que realmente importasse. Era uma leitura boa e descartável. Se você me perguntasse o que lembro da leitura, vou dizer: NADA! Afinal, era um livro sobre o nada, certo?

É assim... Ultimamente, NADA pode ser TUDO! Filosófico, né? Mas é assim mesmo. às vezes um silêncio, não dizer nada e se omitir, podem significar mais do que sair postando palavras ao vento. E isso tanto aqui pro meu blog, quanto pra tudo que tenho visto e vivido.

E, antes que me perguntem, não estou bêbado, não fumei maconha, não cheirei... Não fiz absolutamente NADA!

Ao som de At Last, da Etha James.

Nenhum comentário: