24.4.06

INTOLERÂNCIA

Eu, às vezes, me pergunto se eu sou um cara muito intolerante ou muito impaciente. Devo admitir que não sou um exemplo de bondade ou sensibilidade a ser seguido.

Não sou nenhuma madre Teresa, mas tenho lá meus bons atos, mas quando falamos de tolerância eu sou um cara um tanto, digamos, fraco.

Pois é... Me disseram isso ontem! "Amargurado e sempre esperando que as pessoas sejam como eu imagino. Que ajam como eu idealizaria..."

Tenho que admitir que já quebrei muito a cara esperando que as pessoas tenham comigo a mesma consideração que tenho para com elas, desejando que as pessoas pensem em ter um mínimo de respeito quando eu me sacrifico pra ganhar um sorriso.

A pior coisa ques existe é você dar um sorriso de bom dia e não receber nem um murmúrio de volta! Isso me deixa pra baixo. De verdade. Talvez se eu não esperasse nada em troca... Bom, mas não espero nada material...

É. Eu tenho que parar de pensar que o mundo gira em torno de mim e que todo mundo tem seu lado bom, mesmo que esteja escondido.

E daí que roubem minhas idéias? Foda-se se não falam comigo! Que se danem os que não sorriem quando eu cumprimento! Não quer falar?! Morri pra você?! Ok...

É mais fácil falar do que executar essa idéia, mas eu tento.

Acho que sou humano demais. Isso me prejudica. Tenho que exercitar mais meu lado andróide social.

Ao som de Can´t Stop, do Red Hot Chilli Peppers.

3 comentários:

Edna Prigol disse...

Vc é intolerante?
Ahhh continue assim!
E eu também não sou nenhum exemplo de bondade, mas a gente precisa ser um pouco mau! É necessário!
Beijos
Faltam 24 dias pra Curitiba!

elisa disse...

Eu sou intolerante, palavras do meu psiquiatra. Também me acho egocêntrica e egoísta.
Meu Deus, eu devo ser insuportável! Hahaha. :*

Karina Marylou disse...

Uau! Sabia que já sofri muito por ser assim? Mas a vida se encarrega de nos ensinar.

Fique bem. :)